Quais as pequenas ações que nos podem ajudar a manter o equilíbrio e a sanidade?

 


Na maioria das vezes, sair para férias significa fechar as portas ao escritório, aos horários, às redes sociais e a tantos outros “tenho de” que nos enchem e ocupam os dias. 

Da mesma forma, regressar a casa, ao quotidiano, aos horários e às incessantes tarefas pode provocar alguma ansiedade, tristeza ou desmotivação, nem sempre fácil de gerir.
Sobretudo quando o calor teima em permanecer, as horas demoram a passar e as memórias de mergulhos frescos e de liberdade nos ocupam a mente e nos retiram do aqui-e-agora.
Trazemos dentro, planos que rapidamente se escoam na rotina e nos podem levar a perder, com a mesma rapidez, a sensação de “descanso do guerreiro”.
Algumas pequenas ações podem ajudar a manter esse lugar interno:
1. Preparar o regresso
Regressar um ou dois dias antes de começar a trabalhar pode fazer a diferença. Desfazer malas, organizar a roupa, dormir – porque as férias também cansam – e preparar-se para um primeiro e impactante dia de trabalho.
2. Planear (n)o primeiro dia
Devido ao trabalho acumulado nos dias em que estivemos ausentes, a tendência é querer fazer muito, senão tudo, no primeiro dia de trabalho. O esforço e o stress ao chocarmos com a visão do que não está feito, retira-nos em pouco tempo a sensação de frescura e de férias. Guarde o primeiro dia para observar o que tem para fazer, avalie urgências e prioridades e planeie a semana. Muitas das tarefas podem aguardar um pouco mais. Se for necessário, saia mais cedo. Verá que será compensador.
3. Lidar com o e-mail… um passo de cada vez.
Abrir a caixa de e-mail, depois de um período de férias, pode ser desconcertante. Mantenha a mensagem “fora de serviço” por mais um dia. Não se perca nos e-mails, sem planear o trabalho primeiro. 
Quando finalmente o abrir, apague tudo o que puder ser apagado antes de abrir o corpo de e-mail. Não dê atenção ao que não tem relevância e não se relaciona com o trabalho.
4. Marque alguma coisa leve e divertida para depois do trabalho
Regressar não significa perder o Verão ou perder-se de si. Aproveite os dias longos e marque um café numa esplanada, uma ida ao cinema ou um passeio pela cidade antes de voltar para casa.
5. Ser antes de Fazer
Se nas férias leu mais, escreveu, meditou ou encontrou aquele hobby que transforma a sua vida, não permita que o regresso ao trabalho atrapalhe a relação consigo mesmo. Agende! Guarde espaço na sua vida para as coisas que realmente importam. Agarre-se ao privilégio de Ser quem É. 
Bom regresso! 

ÉLIA GONÇALVES
COORDENADORA PEDAGÓGICA ESCOLA DE DESENVOLVIMENTO TRANSPESSOAL